Casamento comunitário acontece em Boa Vista e une 18 casais perante Deus

Categoria: Ação Social Publicado: Quarta, 12 Março 2014 Escrito por SoftSul - Admin

Um grandioso evento foi promovido em Boa Vista da Aparecida. O casamento comunitário promovido pela Paróquia Nossa Senhora Aparecida foi realizado no dia 1º de março e uniu 18 casais em uma linda cerimônia religiosa na igreja matriz. Familiares, padrinhos e amigos dos noivos lotaram a igreja e acompanharam os casais que tiveram a oportunidade de firmar o compromisso das suas uniões perante Deus.

Beatriz, moradora da linha Rio Tormenta falou da felicidade de firmar o compromisso perante Deus após muitos anos vivendo junto com seu parceiro. “Foi uma oportunidade única, que Deus abençoe esta união que existe há sete anos e que já tem um fruto de muito amor que é o nosso filho”, afirma.

Aristides Gelinski e Antonia Auzirio da linha Água Fria moravam juntos há cinco anos. “É necessário o matrimônio para pegarmos a direção de Deus, vieram participar desse momento conosco convidados de Cascavel e meu netinho levou as nossas alianças. Foi tudo muito bem preparado e eu estou transbordando de felicidade”, ressalta Antonia.

Logo após a cerimônia foi servido um jantar comemorativo no salão de eventos da igreja onde os noivos acompanhados de seus familiares e convidados puderam comemorar o matrimônio. O casamento comunitário foi uma iniciativa do pároco Genivaldo dos Santos que ministrou o casamento e já lançou a data para a realização do segundo rito matrimonial.

“São 18 membros agora legítimos da igreja pela sua própria família, estou muito feliz porque é o primeiro rito matrimonial realizado em Boa Vista, ver a alegria dos casais alegra muito meu coração e estamos com grande expectativa para os segundo casamento”, afirma o padre Genivaldo. 

Padre Genivaldo dos Santos também falou de onde surgiu a vontade de realizar uma cerimônia para diversos casais. “A vontade é para que todas possam estar ligados por Deus, seguindo o mandamento que diz aonde um ou dois se unem em aliança, eles realmente fazem a vontade de Deus para a felicidade. Meus pais não são eram casados na igreja, e um dos sofrimentos que eu via da minha mãe era não poder participar da comunhão eucarística. Outro fator é que quando as pessoas falam em casar na igreja, pensam na festa, decoração, e não pensam na cerimônia, o casamento comunitário é o momento que o casal pode pensar no rito matrimonial e não nos custos”, enfatiza o padre Genivaldo.

O evento contou com o apoio do grupo de casais A Lareira. O segundo casamento comunitário deve acontecer em maio.

 

Acessos: 1311

Comentários - Facebook

Governo Municipal