Boa Vista da Aparecida está concorrendo ao Prêmio Cidades Sustentáveis 2019

Categoria: Notícias Publicado: Segunda, 26 Agosto 2019 Escrito por Aline - SoftSul

Ao todo foram 114 inscrições de 61 municípios, distribuídos por 15 estados de todo o Brasil.

O Município de Boa Vista da Aparecida estará concorrendo, no próximo dia 18 de setembro, ao Prêmio Cidades Sustentáveis 2019. A cerimônia de entrega acontecerá em São Paulo, durante a conferência Catalisando Futuros Urbanos Sustentáveis, que reúne o 3º Encontro da Plataforma Global Cidades Sustentáveis e a 2ª Conferência Internacional Cidades Sustentáveis.

Sobre o Prêmio

A terceira edição do Prêmio Cidades Sustentáveis recebeu 114 inscrições de boas práticas municipais, políticas inovadoras e bem-sucedidas na redução das desigualdades. Foram inscritos projetos e ações públicas de 61 municípios, distribuídos por 15 estados de todo o Brasil.

Especialistas que integram o corpo de jurados realizarão a análise das boas práticas inscritas, de acordo com os critérios estabelecidos. A premiação irá considerar os resultados concretos e mensuráveis em três categorias: Desigualdade econômica (foco em gênero e raça); Acesso à serviços (Saúde, Educação e Infraestrutura); e Acessibilidade.

Neste ano, o prêmio é promovido pelo Programa Cidades Sustentáveis e Oxfam Brasil, em parceria com a Associação Brasileira de Municípios e Frente Nacional de Prefeitos. A iniciativa conta com apoio do CIT Inova, Fundação Ford e Instituto Arapyaú.

O projeto

Boa Vista da Aparecida está concorrendo através de uma ação da Sociedade Civil, o Varal e Geladeira Solidária, projetos que foram idealizados pela professora aposentada Noeli Ferreira de Souza, o qual já ganhou o 2º Concurso de Boas Práticas e Pacto Global.

No varal solidário, todos aqueles que quiserem colaborar, pode colocar seus donativos, não há necessidade de pedir autorização, é só ir até o local e colocar as roupas que deseja doar. O mesmo procedimento é adotado para a Geladeira Solidária.

Segundo Dona Noeli tudo começou através de uma promessa que fez, quando seu filho passou por problemas de saúde. “Ele estava com muita febre, e nada fazia passar, então prometi a Deus que se ele ficasse bom, doaria as roupas do meu filho num varal solidário, eu coloquei as roupas e vi que as pessoas foram passando e pegando, me empolguei e comecei a colocar roupas de adulto, de cama, cobertores e saiu tudo. Parei para pensar que eu estava fazendo errado antes, escolhia para quem ia dar a roupa do meu filho, muitas vezes eu dava para pessoas que não tinham tanta necessidade, e colocando ali eu vi que pega realmente quem precisa”, contou a professora.

Descongelando ideias

Outro projeto é a Geloteca, onde uma geladeira sem motor repleta de livros infantis, que funciona através da troca: você escolhe o livro, leva para casa, lê, devolve e, se quiser, pode colaborar colocando outros títulos que ficam a disposição da população.

Ambos projetos estão localizados na Rua Marcelo Tolentino, 127, esquina com a Travessa Quatro.

 

Fotos: Camila Daros

 


Áudio da matéria 

 

 


Galeria de imagens

 

Acessos: 902

Comentários - Facebook

Governo Municipal