Boa Vista enfrenta problemas no lixo e nos serviços urbanos

Categoria: Meio Ambiente Publicado: Terça, 01 Abril 2014 Escrito por SoftSul - Admin

A Prefeitura de Boa Vista da Aparecida está enfrentando uma situação bastante curiosa para formar a equipe de serviços urbanos. A administração através de solicitação do Ministério Público está fazendo uma remodelação em todo o funcionalismo público. Devido a isso, alguns setores ficaram com poucos funcionários, o principal deles é o departamento de serviços urbanos responsável desde a coleta de lixo até a limpeza das ruas.

“Para solucionar este impasse estamos chamando os candidatos que prestaram teste seletivo para auxiliar de serviços gerais, o problema é que a grande maioria destes candidatos são mulheres e estão recusando a vaga, apenas três assumiram os cargos, um homem e duas mulheres, e já estão trabalhando na limpeza das ruas”, explica o prefeito, Wolnei Savaris.

O trabalho do departamento de serviços urbanos contempla desde a coleta de lixo, corte de grama, limpeza das ruas, entre outros serviços que exigem porte físico e necessariamente a força de um homem.

O grande problema é o processo burocrático para as contratações, divulgação no órgão oficial, chamamento, e prazos. Todos os candidatos já foram chamados e a partir de agora, para completar a equipe um novo teste seletivo será feito, desta vez, ainda mais específico.

“Neste próximo teste seletivo faremos provas mais específicas para a função, estamos buscando mecanismos para selecionar apenas as pessoas aptas para o trabalho de serviços urbanos, somente assim vamos terminar de formar a equipe desta pasta”, afirma Savaris.

Enquanto isso, a cidade enfrenta problemas. As lixeiras estão lotadas porque há apenas um coletor fazendo o trabalho, que antes era feito por dois caminhões e com o dobro de funcionários. A esperança é de que com o novo teste seletivo o problema seja resolvido.

Município investe na terceirização 

Há mais de um ano Boa Vista da Aparecida está investindo na terceirização do serviço de destinação final do lixo. A alternativa apareceu como uma solução para a falta de espaço no aterro sanitário municipal. Desde então o município faz a coleta a domicilio e deposita o material em containers no terminal de transbordo. Dali por diante a responsabilidade passa a ser da empresa terceirizada que está transportando o material até a cidade de Nova Esperança do sudoeste e lá, faz o tratamento e a destinação do material dos resíduos.

A proposta vem dando bons resultados e é agradável aos olhos da população. Entretanto o serviço tem um custo mais elevado que o sistema tradicional e por isso o Município foi obrigado a implantar a taxa de coleta de lixo. Este está sendo o primeiro ano em que o serviço é cobrado, mas entre a população há os que não concordam com o pagamento. O prefeito, Wolnei Savaris explica que o Município precisaria adquirir uma nova área onde pudesse ser instalado o aterro. Além disso, as localidades que sediam os famosos lixões se sentem desprestigiadas. A saída encontrada foi a construção da Estação de Transbordo, um local onde os caminhões da coleta domiciliar e de lixo público descarregam todo o resíduo transferindo para contêineres que tem como destino o aterro sanitário de uma empresa terceirizada, a Sabiá Ecológico, vencedora da licitação.

"A tendência dos municípios é encaminharem os resíduos para um local com tratamento apropriado para o lixo e não depositarem mais em aterros sanitários. Boa Vista poderia adquirir um terreno, fazer todo um estudo ambiental e de engenharia para abrir um novo aterro, mas isso demanda muito tempo, além disso, em todas as áreas que estivemos visitando para comprar, a vizinhança pedia para que o ‘lixão’ não fosse instalado lá, devido ao mau cheiro e outros transtornos provocados por aterros, sem falar do prejuízo ao meio ambiente. Com este terminal de transbordo temos o lixo recolhido por uma empresa que dá o destino correto a ele”, conclui Savaris.

Solução para o problema do lixo 

Boa Vista da Aparecida, chamada carinhosamente como Terra do Sol tem expandido muito no setor do turismo. Hoje é um dos principais destinos de turistas da região Oeste do Paraná. A indústria sem chaminés, devido aos mais de 30 condomínios, loteamentos e pousadas e a grande quantidade de turistas que visitam o município nos finais de semana, mais que dobrou a produção de lixo, e hoje solucionar este setor é um dos maiores desafios da atual administração.

“Recebemos muitos visitantes, esta transformação que estamos promovendo no turismo demanda maiores investimentos no setor de coleta de lixo, para isso, ano passado elaboramos um grande projeto que está em analise nestes próximos dias no governo federal, para conseguirmos recursos para a aquisição de três caminhões, carregadeira, lixeiras, containers, entre outros benefícios. Estou indo no próximo mês a Brasília acompanhar o andamento deste projeto, e se Boa Vista for contemplada ficaremos felizes, será como a realização de um sonho e a partir daí poderemos fazer um grande trabalho neste setor que hoje é uma grande preocupação da população e também da administração pública”, explica o prefeito, Wolnei Savaris.

 

Acessos: 2459

Comentários - Facebook

Governo Municipal