Governo Municipal de Boa Vista da Aparecida promove palestra alusiva ao Setembro Amarelo

Categoria: Saúde Publicado: Terça, 01 Outubro 2019 Escrito por Aline - SoftSul

O evento foi voltado para alunos e sociedade e abordou prevenção do suicídio e da automutilação.

O Governo Municipal de Boa Vista da Aparecida, através da Secretaria de Saúde e Assistência Social, promoveram nesta sexta-feira, 27, a palestra “Minha vida perdeu o sentido e agora?”, ministrada pela psicóloga Gislaine Genaro. A iniciativa foi alusiva ao Setembro Amarelo, uma campanha de conscientização de prevenção do suicídio. A palestra gratuita aconteceu no Centro de Eventos da Paróquia Nossa Senhora Aparecida e recebeu cerca de 600 participantes em três horários, sendo de manhã, tarde e noite.

O aluno do Colégio Paulo VI, Gustavo Henrique, de 17 anos, participou do evento e comentou sobre a importância da palestra. “Gostei muito, foi bem legal, educativa, ela abordou um tema muito importante, muitos amigos aqui se emocionaram, se abriram, gostei muito e me fez recordar algumas situações que já presenciei”, disse o aluno.

De acordo com o Secretário Municipal de Saúde, Rildo Peloso, esta palestra é importante, pois o assunto é cada vez mais recorrente na sociedade em geral. “A Secretaria de Saúde vem trabalhando muito com este tema, é um problema que atinge todas as idades, temos profissionais tanto na saúde como na assistência social que podem estar auxiliando, procure a secretaria, e vamos falar sobre o assunto, como bem a palestrante falou, é uma doença da alma e conversando é a melhor solução” destacou o secretário.

A Psicóloga Gislaine Genaro explicou sobre o objetivo da palestra e ressaltou sobre a importância de falar sobre o assunto. “Precisamos falar deste assunto, antigamente se pensava em não falar para não influenciar, pelo contrário, falar é a melhor solução, pois no meu ver já é um problema de saúde, e devemos abrir e que estas pessoas tenham coragem de falar, de se abrir”, disse a palestrante.

Segundo Gislaine, este assunto abrange todas as idades, desde os adolescentes aos adultos. “Atinge á todos, hoje aqui conversamos com muitos adolescentes, em uma conversa com um aluno, oito amigos dele já tentaram algum ato, então temos que falar do assunto, e isso não é frescura, nós precisamos entender que isso é uma doença é uma dor na alma, e isso pode ser evitado através de uma boa conversa”, comentou a Psicóloga.  

 


Áudio da matéria 

 

 


Galeria de imagens

 

Acessos: 133

Comentários - Facebook

Governo Municipal